REGRA SOBRE REGISTRO DE PATERNIDADE PODERÁ SER AMPLAMENTE DIVULGADA

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta quinta-feira (21/02), em primeira discussão, o projeto de lei 1.318/12, que obriga hospitais, postos de saúde, ambulatórios e cartórios de registros civis a divulgarem decisão que facilita registro de paternidade. O aviso, a ser feito através de cartazes, trará o seguinte texto: “De acordo com decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), através do Provimento 16, o processo de reconhecimento de paternidade poderá ser iniciado no cartório de registro civil mais próximo da residência da mãe”. O autor, deputado Wagner Montes (PSD), defende que os avisos darão a possibilidade de escolha às pessoas que desconhecem a norma. “Queremos fazer com que a população tome conhecimento dessa facilidade”, afirma.
(texto de Fernanda Porto)
 
Pedro Motta Lima
Diretoria de Comunicação Social da Alerj

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SER VIVENTE,...HUMANIDADE

AIMORÉ REPRESENTA POLICIAIS MILITARES EM 2016!!!